segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Amor.

(O amor é tão coisado. Tão coisado que chega ao ponto de coisar a pessoa também).

Não há como negar que o amor é algo transcendente, tanto que os seres humanos vivem a maneira do amor.
Todo ser humano ama! Bruto, manso. Forte, fraco. Lúcido, insensato. Todo ser humano é adepto do amor.
Mesmo sendo puro, o amor se converte em faces diferentes
No sol, na sombra. No sol, na chuva. No vento, trancado. No claro no escuro.
Todo mundo ama! No passado no presente e no futuro.
No muro, na arvore. No shopping, em casa.
Na praça, na sala. No chão ou não
Todos são tocados por algo que existe no coração.
Pode até parecer bobo, mais não é não
Quem faz o amor ser bobo são aquelas canções
Que esculacham que maltrata que joga ao pó.
É por isso que eu não gosto de forró.
Na vida, na morte. No azar ou na sorte.
Na mentira na verdade, na velhice e na pouca idade.
No encanto, ou sem resplendor
Todos precisam do amor

Frase do dia:
Nada que você fizer, vai me fazer amar você menos que eu amo.

Weskley Jakson
26/10/2010

Nenhum comentário: