terça-feira, 9 de agosto de 2011

Falhas

No momento em que eu paro de escrever...
Não consigo parar.
Vêm coisas malucas na minha cabeça.
As coisas começam a fluir do nada.
Como ta acontecendo agora.
Sinto algo estranho.
É como um pressagio
Um bem mal
Mais isso é tolice.
Fecho os meus olhos.
Nunca parando de escrever.
Eu vou vivendo um sobrenatural diferente.
Viajo para outra dimensão onde ninguém pode chegar.
Estou apenas eu aqui.
É impossível descrever tamanha coisa.
É notório pra quem ta de fora a minha exposição.
Não queria estar assim.
Chega a dar medo a distancia do meu próprio corpo.
Tento voltar mais não consigo.
Só contemplo uma imensidão de letras.
Em uma sonoridade silenciosa.
Sobre o que é real isso eu não sei.
Tudo pode ser real.

Weskley Jakson pereira
28/05/2007

Nenhum comentário: