terça-feira, 27 de julho de 2010

Insensatez

Na verdade não importa o que falamos
Vamos ser sempre os mesmos
As mesmas mentiras
Contradições
Os risos forçados
Um sentimento vazio
Impedindo a nossa progressão
Nesses últimos dias tem sido sempre assim
Lembranças do passado me fazem esquecer que eu ainda vivo.
Com os olhos fechados vou quebrando passo a passo seu silêncio.
Os beijos que não tive por tolice.
Por timidez o que sofrer não pode.
E por pudor os versos que não disse.
Arrependimento por ser convicto de mais.
Larguei tudo o que tinha
Às vezes até os meus sonhos.
Quem descobriu esse sentimento?
Insensato, tolo que isola nossas forças
Contradiz nosso conhecimento
Entortando a RAZÃO.

Weskley Jakson
10/10/2006

Nenhum comentário: