sexta-feira, 9 de julho de 2010

Dia dos namorados...


O caráter indecifrável do amor é bastante atraente pra mim. Falar nele é viajar em um universo claro, bem claro. Porém, desconhecido e assustador. Você apareceu quieto e discreto. De repente tornou-se eufórico. E como por impulso me seduziu em questão de segundos. Engano-me. Tal amor só foi possível através de muitos projetos. E com articulações minuciosas do Criador. Que lindo arquiteto!
Não demorou a mostrar-me tua. Excentricamente. Cai em teus braços. Afrouxei os laços. Desatei os cadarços. Planejei devorar a saudade. Inventei sonhos. Tudo isso para chegar ao teu coração. Enlaçá-lo ao meu. Unir no mais profundo sentido de eterno.
Gritei no olhar silencioso. Deixei bilhetes anônimos em cada conversa. Indiretas tão diretas. Uma paixão que ganhava cada vez mais espaço. O sorriso era fácil. O brilho nos olhos lembrava a criança dentro de mim. Sim, eu fiz de tudo pra chamar sua atenção!
Pensava muito em teus beijos. Nas tuas mãos quentes a me tocar. No teu abraço a abranger-me. Havia quem dissesse que era utópico. Não, não era. Era real.
Escolhemos unir nossos caminhos. Olhar o sol desaparecer no verão. As flores desabrocharem na primavera. As folhas caírem tristes no outono. Sentir o vento frio e tenebroso no inverno. Respirar calmaria. Quis ser para ti todos os segredos ocultos do teu coração. Admirar as cores do teu riso. Pintar corações nas páginas do caderno. Notar os pássaros a cantar e as árvores a dançar. Aguçar os sentidos e perceber o invisível.
Receber beijos. Beijos nas mãos, nas costas, na nuca e na alma. Incautamente te ver fazer amor com minha pele. Amando cada pedaço meu com tua boca. Sorte é ter amor como nosso para se viver. Que de tanto prazer se desmancha ardendo. Juro encher teu corpo de beijos. Incessantemente. Viajar sem bagagem. Alucinada e ansiosa para cruzar todo o percurso. Correr todas as estradas até o destino. Destino de íntimos segredos.
Quero me esconder em teu coração. Guia-me até tal refúgio. Para que eu possa me acolher. Para que minha alma encontre paz em tuas mãos e sossego em teu abraço. Presenteie a mim com beijos que me levem ao mais alto céu. E desejos que alucine meus sentidos.
É estranho amar. Estranho por que não se realiza sonhos com tamanha perfeição. E o amor de verdade não precisa de momentos extravagantes. Precisa apenas de dois corações apaixonados. É capaz de transformar qualquer lugar e momento em puro conto de fadas.  É estranho, mas é absurdamente lindo amar!
E hoje eu tenho certeza que quero te amar até ficar cansada! E no amor, meu caro, não há espaço pro cansaço! Então te amarei até exceder o eterno!
É assim que te quero. Num eterno ir e vim de quereres. Recíproco. Um sorriso aqui e outro ali. Olhares que conversam por longo tempo. Pernas que se encaixam. Beijos de lírios que exalam beleza plena. Eternidade em cada momento.




Graah Witte
12/06/2010

***

Digo em publico para Graáh Witte que ela não é apenas o arrimo da minha vida como ela é toda ela... és não só o motivo da minha canção como a própria... te devo a minha vida... e eu a dou pra ti... TE AMO graáh..."wes'jakson" 


Imagem: Pesquisa google: 

Nenhum comentário: